Patrimônio de Nova Iguaçu recebe “abraço” de arquitetos

Arquitetos na escadaria do Hospital Iguassú, inaugurado em 1935

O Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) promoveu no último sábado (18) um “abraço” ao prédio onde funcionou o Hospital Iguassú, no Centro de Nova Iguaçu. Trata-se do projeto “O Brasil abraça seu patrimônio”, que visa resgatar na população o respeito e admiração pelo patrimônio construído. O movimento já tem adeptos em diversos estados do país e vem sendo divulgado por um grupo de arquitetos da Baixada Fluminense que apresentou uma lista de edifícios notáveis das cidades, principalmente Nova Iguaçu, aos quais se pretende “abraçar”.

“O simbolismo presente no evento vai além do fato de acender na população a vontade de preservação do monumento histórico ou conservação física da arquitetura notável, mas por tentar reviver nas pessoas o sentimento de pertencimento ao lugar através do enaltecimento da sua cultura expresso na arquitetura que sobreviveu por décadas, ou séculos, apesar dos ataques nocivos, conscientes ou não, de agentes políticos ou comerciais”, destacou o arquiteto André Bianche

No Rio de Janeiro um dos edifícios escolhidos foi o Hotel Glória. Em Nova Iguaçu os arquitetos Vicente Loureiro, Demetre Anastazakys e Juarez Corrêa indicaram, respectivamente, o Cine Iguaçu, Fórum Itabaiana e Hospital de Iguassú para o abraço coletivo. Em Queimados o único edifício com processo de tombamento pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural – INEPAC é a Igreja de Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade, ao lado da estação ferroviária.

“Mas basta um passeio simples pela cidade com um olhar um pouco mais atento que encontramos exemplares de uma arquitetura que possa representar a cidade e resgatar no indivíduo a vontade de lutar pela preservação da cultura do grupo a que pertence, seja ele etimológico, cultural, religioso ou, simplesmente, do lugar, cidade, bairro ou região em que vive”, ressaltou André.

O arquiteto Juarez Corrêa lembrou também o valor histórico do prédio do Hospital Iguassú, indicado por ele para o “abraço” que aconteceu no último sábado.  “Ele foi inaugurado em 1935 com a presença do então presidente Getúlio Vargas”, lembrou.

 

 

2 Comentários

  1. Júlio César Santos Responder

    Oi… acho legal essa homenagem
    Pois eu sou um dos “milhares” acredito eu que foram beneficiados nesse prédio.
    Em 1979 eu nasci exatamente aí !!!

    Parabéns…👏👏👏

  2. William Responder

    Parabéns a iniciativa , sou morador de nova Iguaçu e acredito que há mais para preservar ; ex.: O prédio da cruz vermelha.

    PS.: Se possível faça esse comentário chegar ao grupo de arquitetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido !!