Câmara aprova urgência para apreciar contas de Collor, FHC e Lula

Lula poderá ter contas não apreciadas em julgamento pelos deputados

Lula poderá ter contas não apreciadas em julgamento pelos deputados

Na retomada dos trabalhos após o fim do recesso parlamentar, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite de ontem, urgência para análise das contas governamentais de 1992 (de 29 de setembro a 31 de dezembro, período pós- Fernando Collor de Mello), 2002 (último ano da gestão de Fernando Henrique Cardoso), 2006 e 2008 (contas do governo Luiz Inácio Lula da Silva). O objetivo é garantir que as contas sejam votadas em um único turno e não em dois, caso a urgência fosse rejeitada pelo plenário.

error: Conteúdo protegido !!