24 de julho de 2024

Campanha criada com referência à Lei Maria da Penha marca a conscientização de mulheres em situação de violência -O Centro Especializado de Atendimento à Mulher de Mesquita promoveu a primeira de uma série de palestras em alusão ao Agosto Lilás, mês dedicado à conscientização e combate à violência doméstica contra a mulher. Na ação, que foi realizada no CRAS Juscelino, foram abordados temas como tipos de violência, situações abusivas, índices e alertas sobre ciclos violentos. Também foi tratada a necessidade da Lei Maria da Penha, reforçando a importância das denúncias. As palestras alusivas ao Agosto Lilás continuarão a acontecer ao longo de agosto nos seis CRAS da cidade, envolvendo cada vez mais membros da comunidade.

O evento, que contou com a presença de membros da comunidade, da equipe do Espaço da Mulher Mesquitense e do próprio CEAM, apresentou tópicos cruciais relacionados à violência de gênero, com informações relevantes para promover a reflexão sobre a importância da quebra do ciclo de violência, principalmente contra as mulheres. A discussão tratou de empoderamento e enfrentamento, incentivando o sentimento de colaboração com as vítimas.

“Existem diversos tipos de violência, sendo elas: física, psicológica, moral, sexual e patrimonial. É muito importante que essa e outras informações sejam passadas para as mulheres e para a população em geral, porque é uma luta de todos”, defende a assistente social do Centro Especializado de Atendimento à Mulher, Patrícia Bastos.

“Esse assunto é muito importante. Por isso, retratamos ele sempre aqui. Mas, agora, no Agosto Lilás, intensificamos o compartilhamento de informações sobre a campanha com a população. Além disso, fico feliz que homens estejam participando da palestra, porque esse tema deve ser abordado com todas as pessoas”, ressalta a coordenadora do CRAS Juscelino, Patrícia Oliveira.