20 de julho de 2024

Projetos apresentados foram destaque entre 170 equipes de todo o país – Alunos do curso Automação, Eletrotécnica e Tecnologia da Informações da Firjan SENAI Caxias estão entre os vencedores da Oiagro, Olimpíada de Inovação do Agronegócio, realizada pelos Institutos Federais de Educação do Rio de Janeiro e da Bahia. Os alunos participaram da competição com dois projetos, com os quais conquistaram o primeiro lugar, na categoria Agro Inova e foram destaque como ideia inovadora com o segundo trabalho, na categoria Mudança Climática. A competição nacional buscou fomentar soluções criativas para o setor do Agronegócio e contou com 170 equipes de todo o Brasil.

Com o projeto Irrigaagro os alunos Ana Carolina Eufrasio da Costa, Isaac Luiz da Silva Costa, Leandra Eduarda dos Santos Ribeiro, Maria Eduarda Santiago do Nascimento e Vítor Emanuel Campelo Olegário foram os campeões nacionais com a proposta de criação de um sistema de irrigação automatizado por meio de IoT que, alinhado com os preceitos da Indústria 4.0, visa diminuir o desperdício de água no processo produtivo e ainda contribuir com a preservação onde há escassez de água.

Com esse protótipo, os cinco alunos que contaram com o suporte do instrutor da Firjan SENAI Caxias, Bryan Rodrigues Cupello de Oliveira, foram classificados nos desafios propostos. “Buscamos desenvolver um projeto que fizesse diferença na sociedade, além de impactar de forma positiva no trabalho de pequenos e grandes produtores da agroindústria”, destacou a aluna Ana Carolina Eufrasio.

A segunda equipe da Escola Firjan SENAI foi classificada como uma das melhores ideias inovadoras no desafio da Mudança Climática. Com o projeto Rumilidios, outros cinco alunos: Gabriel de Souza Gama, Nicolas Gonçalves da Silva, Isac Pimenta de Abreu, Enisya Sueli Pires Meijueiro e Lucas Souza da Cruz, apresentaram um projeto voltado para a redução de metano na pecuária. “Nossa proposta foi criar um misturador de gorduras e alimentador automático, que equilibra a alimentação do gado, com foco na produtividade do agronegócio”, explicou o aluno Isac Pimenta de Abreu.

Com os projetos, os alunos se destacaram entre os três desafios da competição: o Agro Inova, voltado para a criação de novas ferramentas digitais para um agronegócio mais sustentável; o desafio Mudança Climática, com o foco em projetos que visam tornar o agronegócio mais resiliente; e o Inovação pelo Oceano, com projetos para a otimização da cadeia produtiva marinha com sustentabilidade e inovação.

“Estamos constantemente incentivando nossos alunos a participarem de iniciativas que os façam pensar em como melhor aplicar o aprendizado de sala de aula, criando propostas que possam fazer a diferença na sociedade”, ressaltou o instrutor Bryan.

A competição foi realizada com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Os alunos receberam certificados e troféus como registros da classificação que alcançaram.