21 de julho de 2024

Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através do Edital Retomada 2, incentivam o espetáculo teatral ‘Precisa-se de Velhos Palhaços’. Com texto de Matéi Visniec, direção de Anderson Marques, tradução e adaptação de Pedro Sette Câmara, a peça retrata o reencontro, após hiato de trinta anos, de três palhaços em uma sala de espera onde aguardam uma entrevista de emprego. Em temporada, o espetáculo visita duas cidades da Baixada Fluminense.

Em Nova Iguaçu, no auditório do Patronato nos dias 8 e 9 de outubro. Em Mesquita, no auditório da Praça PEC, nos dias 10 e 11 de outubro. Todas exibições com entrada gratuita. Encenada há seis anos por Fábio Mateus, Felipe Villela e Johnny Rocha, do grupo iguaçuano Velhos Amigos, a peça apresenta um olhar fundamental para palhaços, artistas do humor que também são homens cheios de angústias, lembranças e histórias para contar. “Precisa-se de Velhos Palhaços” é uma mistura de drama e comédia.

“Esta é uma remontagem da peça do romeno Matéi Visniec, originalmente chamada de ‘Um Trabalhinho para Velhos Palhaços’, lembrou o ator Fábio Mateus. O texto original é de Matéi Visniec, dramaturgo romeno do gênero chamado teatro do absurdo e com peças traduzidas e montadas em mais de vinte países.

A montagem de um espetáculo exige grande atenção para que a adaptação não se distancie do original e ao mesmo tempo dialogue com a realidade da sociedade em que entra em cartaz. “Foi um desafio que assumimos com muito prazer. Trazer o texto de Visniec, que é tão atual, tão presente no dia a dia do brasileiro, para o palco”, explicou o diretor Anderson Marques.

Outro aspecto importante do espetáculo é a preparação dos atores. Johnny Rocha alerta para as características das personagens como traços fundamentais da construção em cena.

“O trabalho corporal é fundamental porque representamos homens mais velhos que também são palhaços. Houve necessidade de uma grande preparação e concentração”, afirma Johnny.

Já Felipe Villela destaca o debate proposto pelo texto de Visniec. São senhores em busca de uma vaga de emprego, pessoas que necessitam do trabalho para insistência do existir. “Quem vai ficar com a vaga? Ou melhor, vale tudo para conseguir o que se deseja?”, pergunta o ator Felipe Villela.

A estreia da peça foi no SESC São João de Meriti, em 2016. Ao longo desse período, o a montagem venceu editais de ocupação e realizou apresentações no Teatro Gláucio Gill, em Copacabana, e no Teatro Café Pequeno, no Leblon. O grupo participou também do Festival Cenáculo, da 17ª edição do Festival EncontrArte de teatro. No Festival Nacional de Passo, em Minas Gerais, recebeu sete indicações e três premiações: melhor ator (Johnny Rocha), melhor espetáculo – escolhido pelo júri popular e melhor montagem.

As apresentações em Mesquita e Nova Iguaçu terão ingressos distribuídos uma hora do início de cada espetáculo. Detalhes da programação podem ser conferidos nas redes sociais da peça e abrindo o código QR no folder.

Ficha Técnica

Texto: Matei Visniec

Direção: Anderson Marques

Elenco: Fábio Mateus, Felipe Villela e Johnny Rocha

Tradução/ Adaptação: Pedro Sette – Câmara

Figurino: Grupo Velhos Amigos

Figurino: Tiago Costa

Iluminação: Pablo Rodrigues

Serviço

“Precisa-se de Velhos Palhaços”

Nova Iguaçu

Endereço: Rua Governador Portela, 382

Data:  8 e 9 de outubro, às 19h no auditório do Patronato São Vicente, no Centro, às 18h

Capacidade: 90 pessoas

Classificação Indicativa: 10 anos

Ingresso: Grátis

Duração: 50 minutos

Endereço das apresentações: Verificar em instagram @velhospalhacos 

Horários das apresentações: Verificar em instagram  @velhospalhacos

Mesquita

Endereço: Rua Cesário, 659, Santo Elias

Abertura: 10 e 11 de outubro, às 19h no Teatro da praça PEC, em Mesquita, às 19h30  

Capacidade: 50 pessoas

Classificação Indicativa: 10 anos

Ingresso: Grátis

Duração: 50 minutos

Endereço das apresentações: Verificar em instagram @velhospalhacos 

Horários das apresentações: Verificar em instagram  @velhospalhacos