24 de julho de 2024
Bornier ouve a preleção de Malafaia, ao lado do vereador Flavinho, da vice-prefeita, Danielle Guimarães, e do deputado federal, Sóstenes Cavalcante.  Foto: Charles Souza/Divulgação
Bornier ouve a preleção de Malafaia, ao lado do vereador Flavinho, da vice-prefeita, Danielle Guimarães, e do deputado federal, Sóstenes Cavalcante.
Foto: Charles Souza/Divulgação

O prefeito de Nova Iguaçu, Nelson Bornier, sua vice, Dani Nicolasina, e o vereador Flavinho, foram aplaudidos de pé por milhares de evangélicos na inauguração, sábado passado, no bairro da Posse, do novo templo da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), liderada pelo pastor Silas Malafaia.
O culto religioso, que reuniu a nata do mundo evangélico no novo templo da rua Oliveira Rodrigues Alves, serviu também para mostrar a força do pentecostalismo na Baixada Fluminense, região onde a denominação, somente em 2015, está construindo mais dez novas igrejas, a maior delas no bairro Cabuçu, com capacidade para 3 mil fiéis e previsão de inauguração, até o final do ano.
Malafaia usou parte de sua preleção espiritual para elogiar e agradecer o apoio do prefeito Bornier à causa evangélica. “Sou um cara que aprendeu a ser grato, não somente pelas coisas grandes que alguém faça por mim, mas por qualquer ato em relação à minha vida”, disse, pedindo a Deus que dê sabedoria para o prefeito governar a cidade de Nova Iguaçu.
“Está aqui o prefeito de Nova Iguaçu, Nelson Bornier, uma pessoa muito simpática, ligada aos evangélicos. Ele não mediu esforços para nos ajudar. Que Deus abençoe sua vida, sua família e sua administração. Por isso, mesmo estamos aqui para pregar o Evangelho e abençoar a cidade”, anunciou o pastor.
Malafaia, que estava acompanhado também do deputado da Frente Parlamentar Evangélica e presidente da Comissão Especial do estatuto da Família, na Câmara Federal, Sóstenes Cavalcante (PSD), disse que existem em Nova Iguaçu “igrejas poderosas”, como Assembleias de Deus e o Ministério Apascentar, além de pastores fenomenais e trabalhos abençoados.
“Todas elas são uma porta aberta para a salvação, para pregação do Evangelho e para mudança de vidas, coisas que nenhum governo – seja ele prefeito, governador ou presidente da República -, jamais poderá fazer. É o poder de Deus que se manifesta e transforma as pessoas”, frisou.
O líder religioso, também presidente do CIMEB (Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil), lembrou que, somente em Nova Iguaçu, onde a população é estimada em cerca de 1 milhão de pessoas, existem de 250 mil a 300 mil evangélicos. “Portanto, aqui, nesta cidade, ainda cabem muitas igrejas”, observou Silas Malafaia, para quem “a importância do templo, no município, é levar o Evangelho que transforma as pessoas para uma vida melhor”.
Para o prefeito Bornier, que também estava acompanhado da mãe de sua vice, Dani Nicolasina, a ex-vereadora e pastora Nicolasina Acarise, o objetivo central do Evangelho é aprofundar o diálogo e a colaboração entre Igreja e a sociedade como serviço ao povo e a edificação do Reino de Deus.