21 de julho de 2024

Investimento será de R$ 70 milhões e prevê a recuperação de 13.8 Km da rodovia, entre o acesso à Ilha do Governador e a Baixada Fluminense

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Transporte e Mobilidade Urbana (Setram), iniciou as obras de recuperação no trecho estadualizado da Linha Vermelha, na noite desta quarta-feira (09/08). As intervenções serão realizadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) ao longo de 13,8 km, entre a Ilha do Governador, na Zona Norte da capital, e a Rodovia Presidente Dutra, na Baixada Fluminense.

As obras incluem recapeamento asfáltico, paisagismo, sinalização vertical e horizontal, e a instalação de 102 postes de 9 metros, luminárias de LED e 37 câmeras de videomonitoramento em todos os acessos da rodovia. Além disso, será feita a demolição de pavimento para reparo profundo de uma área de cerca de 12 mil metros quadrados. O investimento previsto é de cerca de R$ 70 milhões, e o prazo de entrega é de 90 dias corridos.

–  A recuperação desse trecho da Linha Vermelha vai melhorar as condições de acesso ao Aeroporto do Galeão e ao interior do estado. É um investimento que também traz mais segurança aos motoristas, com a implantação de câmeras de monitoramento. Há anos, a via está totalmente esburacada e com má iluminação. Vamos fazer as coisas funcionarem – afirmou Cláudio Castro na cerimônia que marcou o início das obras.

Obras serão feitas entre 22h e 5h

A primeira etapa do serviço, a partir da interdição de uma faixa de rolamento na pista sentido Rodovia Presidente Dutra, prevê a fresagem e recuperação do pavimento asfáltico num trecho de 1.7km. Os trabalhos serão executados entre 22h e 5h.

A via expressa estava integralmente sob gestão da Prefeitura do Rio desde os anos 1990. Logo que tomou posse, no início do ano, o secretário de Estado de Transporte e Mobilidade Urbana, Washington Reis, solicitou a estadualização do trecho entre a Ilha do Fundão, na Zona Norte da capital, e a Baixada, a fim de promover melhorias na via.

– Em 1994, foi inaugurado o segundo trecho da Linha Vermelha, que está esburacado. Agora vamos melhorar as condições para quem passa por aqui. É muito bom para a Baixada e para o interior. É uma nova Linha Vermelha – afirmou o secretário.

Retomada de protagonismo do Galeão

As intervenções serão de extrema importância para os motoristas que usam a Linha Vermelha para acessar o Aeroporto Tom Jobim (Galeão), especialmente com a previsão de aumento do fluxo de veículos a partir do projeto de ampliação de voos.

Uma das principais ligações entre os municípios da Baixada Fluminense e o Centro da capital, a Linha Vermelha recebe cerca de 140 mil veículos por dia.