18 de junho de 2024

Douglas Corrêa – Agência Brasil – O governo do estado do Rio criou uma força-tarefa com diversas secretarias para atender os municípios mais afetados pelo temporal da última quarta-feira (30), no norte fluminense, que deixou 4 mortos e centenas de desalojados e desabrigados na região. As cidades mais atingidas foram Carapebus e Conceição de Macabu que declararam situação de emergência. Em Carapebus, três pessoas morreram e Conceição de Macabu contabiliza uma morte.

O governador Cláudio Castro disse que os trabalhos foram intensificados com maquinários, bombeiros e profissionais de diversas secretarias para que a situação seja normalizada o mais rápido possível.

As secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e a de Governo estão na região prestando assistência aos moradores desabrigados e desalojados. Foram liberados recursos emergenciais para compra de insumos. Os moradores atingidos pelo temporal estão recebendo orientação técnica para o cadastramento e a concessão do Aluguel Social e do Cartão Recomeçar.

A Fundação para Infância e Adolescência (FIA) colocou um caminhão à disposição para agilizar as entregas das doações. Até o momento foram doados mais de 600 colchões para as cidades de Carapebus e Conceição de Macabu, além de água potável.

A Fundação Leão XVIII também participa do mutirão dando suporte aos moradores com a emissão de segunda via de documentos, como carteiras de identidade, certidão de nascimento, casamento e óbito.

Já o Detran-RJ abriu hoje um posto de atendimento provisório em Carapebus para auxiliar a população do município na emissão de primeira e segunda vias da carteira de identidade para aqueles que perderam seus documentos devido à chuva. O local funciona das 10 às 17h, no espaço Estação Cultural, e não há necessidade de agendamento.

Limpeza

A Secretaria de Infraestrutura e Obras está realizando a limpeza das cidades de Carapebus e Conceição de Macabu. Foram enviados maquinários, como retroescavadeira e caminhões-pipa, para os locais afetados. Engenheiros, encarregados e técnicos de segurança estão avaliando a necessidade de outras intervenções emergenciais.

Edição: Lílian Beraldo

error: Conteúdo protegido !!