22 de julho de 2024

Vinícius Lisboa – Agência Brasil – A votação no segundo turno no estado do Rio de Janeiro terminou às 17h de hoje (30) em todas as seções eleitorais, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ). Depois de um primeiro turno de longas filas e eleitores que esperaram até as 22h para votar, o presidente do tribunal, desembargador Elton Leme, disse que o menor número de votos registrados nas urnas e o treinamento dos mesários contribuíram para um dia mais tranquilo. “Aquele problema do primeiro turno foi resolvido e com muita folga”, garantiu.

No balanço final das eleições, Leme disse que houve 22 prisões no estado por crimes eleitorais, ocorrências que tiveram um perfil diferente dos delitos cometidos no primeiro turno. Enquanto no primeiro turno se destacaram as prisões por boca de urna, dominaram agora as relacionadas a tumultos e tentativas de impedir a votação. 

“É algo a se lamentar, né? Isso, na verdade, mostra que os ânimos estavam, como todos nós percebemos, mais exaltados, e geraram alguns embates, algumas condutas incompatíveis com o rigor dessa atividade eleitoral”, comentou.

Engarrafamentos

O magistrado voltou a avaliar que os engarrafamentos registrados durante o dia de hoje tenham impactado a abstenção de eleitores e reiterou que as forças de segurança não realizaram blitze, mas posicionaram seus veículos em pontos de policiamento ao longo das vias expressas. 

“Podemos afirmar que os engarrafamentos, que são próprios do dia da eleição e são também próprios da cidade do Rio de Janeiro e das vias que foram mais engarrafadas, não impactaram negativamente no cômputo final”, observou.