16 de julho de 2024

Vitor Abdala – AB  – O governo federal anunciou, nesta quinta-feira (10), investimentos no valor de R$ 2,6 bilhões em projetos de mobilidade na cidade do Rio de Janeiro. Os recursos serão usados para revitalizar o sistema de BRT (sistema de ônibus rápido) e para a construção de um anel viário na zona oeste. 

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, participou da cerimônia de anúncio dos investimentos, no bairro de Campo Grande. 

Segundo informações do governo federal, para o BRT, serão alocados R$ 1,8 bilhão através de operações de crédito do município junto ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal. 

Estão previstas a compra de 700 novos ônibus articulados, a reforma de estações dos três corredores já em operação (Transolímpica, Transcarioca e Transoeste) e a conclusão do corredor Transbrasil. Segundo governo federal, a previsão é que os quatro corredores estejam operando com ônibus novos no ano que vem.

Também haverá investimentos na construção de um terminal rodoviário na zona portuária (na área do Gasômetro), para integrar linhas de ônibus comuns ao BRT Transbrasil e na implantação de cinco garagens públicas para atender a estações de BRTs.

“Nós deixamos, em 2016, o sistema de BRT com 400 ônibus. Quando eu voltei, em janeiro de 2021, esse sistema tinha 120 ônibus, esses cacarecos. Esse financiamento de quase R$ 2 bilhões permite à prefeitura, que tinha que resolver esse problema, comprar ônibus novos, recuperar o sistema e devolver a dignidade à população de toda a cidade, mas especialmente aqui da zona oeste”, disse o prefeito Eduardo Paes.

Anel viário

Rio de Janeiro (RJ), 10/08/2023 – O presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva e o governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro durante implosão

O presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro, durante implosão para início do túnel sob o morro Luiz Bom. – Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Já para a construção de um anel viário em Campo Grande,  na zona oeste da cidade, serão investidos R$ 820 milhões, através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A obra de infraestrutura inclui um mergulhão sob a Avenida Cesário de Melo, um túnel de 600 metros sob o morro Luiz Bom, além da implementação das rótulas na rua Artur Rios e Estrada da Caroba. 

Também estão previstos 2 quilômetros de ciclovia. De acordo com a prefeitura, as novas rotas permitirão o escoamento de tráfego de veículos e a diminuição de seu tempo de deslocamento.

“Eu fui eleito presidente para governar para todos, até para os meus adversários, mas todo mundo tem que saber que a minha prioridade é melhorar a vida do povo trabalhador deste país”, disse Lula, em discurso na cerimônia, no estádio Ítalo Del Cima, em Campo Grande.

O presidente Lula e o prefeito Eduardo Paes também participaram nesta quinta-feira, da primeira implosão do túnel sob o morro Luiz Bom. 

Edição: Lílian Beraldo