22 de julho de 2024

Vitor Abdala – AB – O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) decidiu arquivar quatro procedimentos de investigação criminal que apuravam as mortes de cinco pessoas no Jacarezinho, na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, em maio do ano passado. A operação policial realizada na comunidade deixou, no total, 28 mortos, entre eles um policial civil.

As mortes estão sendo investigadas por uma força-tarefa do MPRJ. Antes de arquivar os quatro inquéritos, o MPRJ disse ter realizado oitivas de parentes das vítimas e de testemunhas e analisado os laudos de uma perícia independente, mas não encontrou evidências de crimes cometidos pelos policiais.

O MPRJ concluiu que essas cinco mortes ocorreram em decorrência de confronto armado. Os procedimentos foram encaminhados para análise pelo 2º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro.

Outras investigações estão em andamento. Em outubro do ano passado, a força-tarefa do MPRJ denunciou dois policiais pelo homicídio de Omar Pereira da Silva. O MPRJ encontrou indícios de que Omar foi executado quando já estava encurralado, desarmado e ferido. Os policiais ainda são acusados de terem adulterado a cena do crime.