21 de julho de 2024
De oito acusações do senador contra o procurador-geral da República, cinco já foram derrubadas. Foto: Agência Senado
De oito acusações do senador contra o procurador-geral da República, cinco já foram derrubadas.
Foto: Agência Senado

O senador Fernando Collor (PTB-AL) sofreu mais uma derrota na batalha que trava contra o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Na última terça-feira (26) ele teve mais uma representação contra Janot arquivada pelo Conselho Nacional do Ministério Público, de acordo com informações ontem na coluna Radar, da revista “Veja”.
Na representação, o senador acusava o procurador-geral da República de ter contratado, em cargo de confiança, uma chefe de cerimonial que não possuía curso superior, o que contraria resolução do próprio Ministério Público.
De acordo com a coluna, na decisão os conselheiros argumentaram que, como não há um curso superior de cerimonial, não haveria maneira de se exigir a formação da profissional. O conselheiro do CNMP Walter Agra Junior disse, ainda, que a cerimonialista em questão possuía longa experiência no ofício — tendo participado, inclusive, do cerimonial de posse do próprio Collor na Presidência da República.