22 de julho de 2024
Mensaleiro do PT, Dirceu, mesmo condenado foi preso de novo Foto: Agência Reuters
Mensaleiro do PT, Dirceu, mesmo condenado foi preso de novo
Foto: Agência Reuters

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seção de São Paulo, cancelou, ontem, a inscrição de José Dirceu, por considerar que o ex-ministro não tem idoneidade para advogar. A decisão, tomada pelos conselheiros da Ordem em sessão secreta, se baseou na condenação de Dirceu no mensalão. Segundo informações divulgadas pela Folha de São Paulo, foram 76 votos a favor do cancelamento, dois contra e duas abstenções.
Durante o julgamento do mensalão, em novembro de 2012, Dirceu foi condenado a 10 anos e 10 meses de prisão. Após seu advogado, José Luis de Oliveira e Lima, recorrer da decisão e conseguir excluir o crime de formação de quadrilha, a pena caiu para 7 anos e 11 meses.
Dirceu permaneceu um ano no presídio da Papuda e cumpria prisão domiciliar quando foi preso por conta das investigações da Operçaão Lava Jato. Ele poderá recorrer da decisão da OAB paulista.