Dias de Hoje, por Adriano Dias – 23/01

O réu Lula

O título desse artigo pode ser mudado no decorrer dessa semana dependendo do entendimento do Judiciário que pode tornar em ‘o candidato Lula’, conforme decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O julgamento acontecerá no dia 24 de janeiro, marcado em tempo recorde considerando a velocidade de nosso Judiciário.
O Ministério Público Federal, com base na acusação de que a OAS teria sido beneficiada em três contratos, vai cobrar que a pena por corrupção de Lula seja multiplicada por três, abrindo caminho para uma eventual prisão. Assim, a decisão dificultará a participação da principal figura política do país nas eleições deste ano.
As motivações desse julgamento são fundamentadas no processo seletivo de indignação. Além disso, não há sentido um país que tem como presidente um indivíduo que carrega sobre si várias e severas acusações recheada de provas. Que tem como principal figura de oposição para a disputa um senador que carrega também um incontável número de citações em questões muito graves. Ambos mantém seus cargos e posições de poder e Lula não poderá ser candidato?
A decisão do futuro do Brasil está neste julgamento, pois é evidente que o projeto de país está em debate em toda eleição nacional. Entretanto, tal possibilidade não está hoje nas mãos do eleitor, mas na de promotores e juízes midiáticos que tomam decisões, muitas vezes, mais fundamentadas no próprio ego do que na materialide de provas. A nossa jovem democracia conquistada ao custo de vidas – e hoje desperdiçada por uma geração que desconhece o que viver sob um regime de exceção -, precisa desta experiência de amadurecimento.

– Adriano Dias é fundador da ComCausa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido !!