Cunha diz que avaliação de pedidos de impeachment será nesta quarta ou amanhã

A avaliação de pedidos de impeachment da presidente Dilma Rousseff ficará para esta quarta-feira (30), ou quinta-feira, (01). “Pedi a assessoria que me trouxesse os pareceres, mas eu quero até quinta-feira começar essa decisão, talvez a partir de amanhã mesmo”, disse. “Hoje, terça, não vai dar tempo, não deu tempo.”
Mais cedo, a Secretaria-Geral da Mesa, que assessora o legislativo, informou que Cunha deveria receber ontem, quatro ou cinco pedidos de impeachment dos 13 existentes. Cunha havia informado que começaria a analisar os pedidos e alguns “simplórios” serão recusados. “Essa semana vou começar a despachar os mais antigos. Tem uns ali que são absolutamente simplórios. Vou despachar uns iniciais. Já tinha lido e pedi para preparar o termo para eu poder recusar”, disse. “Vou começar a fazer, a cada dia, soltando, ler bem e soltar com correção”, disse.
A princípio, não há uma ordem para que eles sejam despachados e a escolha depende da vontade do presidente da Câmara. A informação da Secretaria-Geral da Mesa, entretanto, é que o pedido de impedimento de autoria dos juristas Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, e Miguel Reale Júnior, ex-ministro da Justiça na gestão de Fernando Henrique Cardoso, não constava entre os que deveriam ser levados a Cunha nesta terça-feira.

error: Conteúdo protegido !!