18 de junho de 2024

A Ford informa que iniciou os testes da fábrica da Nova Ranger em Pacheco, na Argentina, em preparação para o seu lançamento nos mercados da América do Sul, no segundo semestre. A picape é totalmente nova, com processos de fabricação conectados 4.0, visando entregar um novo padrão de qualidade que surpreenderá os consumidores – veja o vídeo.

“A Nova Ranger é resultado de um investimento de US$ 660 milhões, aplicado em grande parte na transformação completa da planta de Pacheco, para se equiparar às fábricas mais modernas da Ford no mundo, não só em termos de qualidade e eficiência mas também de ergonomia para os operadores. A sustentabilidade também foi prioridade com utilização de energia 100% renovável”, diz Martin Galdeano, presidente da Ford Argentina.

Construída em uma área com mais de 1 milhão de metros quadrados, a planta compreende todas as etapas do processo de manufatura, incluindo estamparia, carroceria, pintura e montagem final, além de uma unidade de motores e áreas administrativas.

Graças à incorporação de tecnologias de manufatura 4.0, Pacheco é agora uma planta digital com informações disponíveis em tempo real, desempenhando um papel fundamental para assegurar alta qualidade e produtividade.

“A Nova Ranger será a melhor Ranger de todos os tempos, com atributos de performance e tecnologia que vão redefinir o segmento de picapes na região”, diz Rogelio Golfarb, vice-presidente da Ford América do Sul. “A nova fábrica traz um padrão de qualidade que surpreenderá os consumidores e será um importante diferencial competitivo.”

Automação e controle

Como parte da transformação da planta, a capacidade anual instalada foi ampliada em cerca de 70%, alcançando 110.000 veículos. A linha de montagem final é duas vezes e meia maior e conta com 2 quilômetros de novos transportadores aéreos automáticos, autônomos, conectados e controlados sem fio. A área de Estamparia recebeu uma nova linha de prensas de alta velocidade, quatro vezes mais rápida e com prensas com capacidade de até 2.500 toneladas – as anteriores chegavam a 1.200 t.

Na área de Carrocerias foram instalados 318 novos robôs inteligentes, que realizam 95% dos pontos de solda da carroceria automaticamente. Novos dispositivos geométricos garantem a aplicação da solda nos pontos exatos e também controlam a estabilidade dimensional da carroceria, com o auxílio de câmeras de alta precisão, capazes de detectar desvios da ordem de centésimos de milímetro.

Na área da Pintura, além da tecnologia de tinta com alto teor de sólidos, que oferece um acabamento de melhor qualidade e maior resistência, um novo armazém inteligente de sequenciamento de cabines, conectado com os fornecedores “just in time”, permite otimizar a produtividade da planta e a capacidade do setor.

As linhas de produção empregam mais de 1.000 câmeras e sensores, monitorados em tempo real, e usam inteligência artificial para garantir o altíssimo padrão de qualidade do produto final. Outras novidades incluem ainda um sistema automático de controle de ferramentas de torque, um sofisticado sistema de escaneamento 3D para o controle dimensional de peças e 81 dispositivos inteligentes para configuração e teste dos mais de 50 módulos eletrônicos que gerenciam o alto conteúdo tecnológico da picape.

A ergonomia, segurança e saúde dos operadores mereceu atenção especial. Entre outras ações, foram instalados manipuladores e braços com gravidade zero para a movimentação de peças grandes e climatização inteligente. Os times receberam mais de 40.000 horas de treinamento para trabalhar com os novos sistemas.

Por Marcus Lauria / Imprensa Ford

error: Conteúdo protegido !!