Deputado pede suspensão de contratação de MC Poze do Rodo pela Funarj

O deputado estadual Anderson Moraes (PL) criticou, na tarde desta quarta-feira (02), a contratação pela Funarj do cantor MC Poze do Rodo para um evento que será realizado no dia 22 de agosto no Teatro João Caetano pelo valor de R$ 40 mil, publicado no Diário Oficial do Estado. 

“Não é possível que o presidente da Funarj não esteja assistindo ao terror que está a segurança pública no estado do Rio de Janeiro. Não é possível, pois se ele estivesse vendo, não daria quarenta mil reais a uma pessoa que se diz artista e que a todo tempo assassina o português e faz apologia à maior facção criminosa do estado do Rio de Janeiro”, disse Anderson Moraes.

De acordo com o deputado, as letras das músicas de MC Poze exaltam o tráfico de drogas e o Comando Vermelho. “Eu oriento este cidadão, este presidente, para quando ele for autorizar um recurso público, que pense com a cabeça das pessoas, do cidadão de bem do estado do Rio de Janeiro, que pagam seus impostos e, com certeza, não concordam com esse tipo de aplicação do recurso público. É um verdadeiro absurdo!”, reclamou.

O parlamentar disse que já encaminhou um ofício ao presidente da Funarj solicitando o cancelamento da contratação do artista. O documento também foi assinado por outros seis deputados: Felipe Poubel, Fred Pacheco, Índia Armelau, Tia Ju, Rodrigo Amorim e Marcelo Dino. Anderson Moraes afirmou ainda que vai telefonar para o governador para conversar sobre o caso.

error: Conteúdo protegido !!