Arraiá da Serra do Vulcão fortalece economia solidária

Mais de 300 pessoas foram ao Arraiá do Vulcão no último domingo (6). O evento, promovido pela Prefeitura de Nova Iguaçu em parceria com moradores da região, foi realizado na Tenda da Família, na Serra do Vulcão. Além de boa música e comidas típicas, o público foi brindado com um incrível visual da cidade e pôde contemplar o pôr-do-sol do alto de um dos mais belos cartões postais da região, a cerca de 200 metros de altitude.

O objetivo do evento, que teve apoio das secretarias municipais de Agricultura e Meio Ambiente (SEMAM), de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (SEMDETTUR), de Cultura (SEMCULT) e da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (FENIG), foi promover o ecoturismo e a economia solidária junto aos moradores da Serra do Vulcão. Foram eles que organizaram a festa e receberam, de braços abertos, os turistas.

“Esta festa dá protagonismo aos moradores e auxilia no fortalecimento da renda de todos. Muitos aqui trabalhavam com o gado e a agricultura e agora atuam no turismo ecológico, um turismo limpo, de base comunitária, que oferece alimentação, transporte e até mesmo hospedagem aos turistas que visitam a Serra do Vulcão”, explica a guia de ecoturismo Suelen Satler, de 33 anos, fundadora da Cabana do Vulcão, empreendimento que conta com restaurante, bar e uma área de camping com vista para a Pedra da Contenda, local muito procurado para a prática de rapel.

O jornalista Everton Barsan, de 45 anos, soube do arraiá pelas redes sociais da Prefeitura e não perdeu tempo: compartilhou a publicação com os amigos. Esta foi a primeira vez dele na Serra do Vulcão. “Sou nascido e criado na cidade, mas não tinha dimensão do quanto ela é linda vista aqui de cima. Esta é uma experiência que todo iguaçuano deveria ter”, garantiu Barsan, que foi acompanhado dos amigos Renato Lima e Djanira Silva, ambos de 43 anos.

Eles já conheciam a Serra do Vulcão graças a outros eventos realizados com o apoio da Prefeitura de Nova Iguaçu, como o Desafio do Vulcão. “Temos amigos que vieram de outras regiões e que tinham uma imagem distorcida de Nova Iguaçu, mas quando chegaram aqui brincaram perguntando onde é que este lugar maravilhoso estava escondido”, contam Renato e Djanira que, assim como o amigo Everton, levaram um copo de casa para evitar o uso de copos plásticos na festa, ajudando a preservar o meio ambiente.

O funcionário público Frederico Ayres Pinheiro, de 28 anos, levou a namorada, a advogada Krissingli Gomes, de 29, à Serra do Vulcão pela primeira vez. A jovem, que foi por insistência do companheiro, se disse encantada com o visual da cidade do alto da serra e prometeu voltar para visitar outros pontos, especialmente após Frederico relatar a existência de outros pontos turísticos, como a rampa do voo livre, a Pedra da Contenda e as cachoeiras do Parque Natural Municipal de Nova Iguaçu. “Isso aqui é só a pontinha, ainda tem muito lugar lindo para mostrar a ela”, garantiu.

O secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Edgar Martins, classificou o Arraiá do Vulcão como uma experiência exitosa e lembrou que a cidade, compostos por ⅔ de unidade de conservação, também possui diversas belezas cênicas em locais como a Serra do Tinguá, o Rio d’Ouro e Jaceruba.

“Nova Iguaçu é um tesouro com muitas belezas que ainda precisam ser descobertas pela população. E a prefeitura vem trabalhando para isso junto aos moradores locais. Queremos mostrar o que temos de melhor para o iguaçuano despertar a sensação de pertencimento e o orgulho de morar aqui”, afirma Edgar Martins.

error: Conteúdo protegido !!