Faustão: Entenda como funciona o transplante que o apresentador precisa

O apresentador Faustão, 73, está internado no Hospital Albert Einstein há mais de 15 dias com insuficiência cardíaca, mas voltou a preocupar os fãs após um novo boletim médico que indicou a necessidade de um transplante cardíaco.

Segundo o boletim, Fausto Silva está “sob cuidados intensivos”, precisando realizar diálise e de medicamentos para auxiliar no bombeamento de sangue feito pelo coração.

O que é insuficiência cardíaca?

A insuficiência cardíaca é uma condição em que o coração é incapaz de bombear sangue de maneira eficiente para atender às necessidades do corpo, o que pode acontecer devido a danos causados por doenças cardíacas como infarto, valvopatias, ou por fatores de risco como hipertensão, diabetes e obesidade.

Os principais sintomas são fadiga, falta de ar, inchaço nas pernas e tornozelos, além de dificuldade em realizar atividade física.

Quando é necessário o transplante cardíaco?

De acordo com o cardiologista Dr. Roberto Yano, o transplante só é indicado quando o quadro de insuficiência cardíaca não possui horizonte de melhora ou estabilização.

A insuficiência cardíaca ocorre quando o coração não tem mais força suficiente para bombear o sangue necessário para todo o corpo, ela é normalmente tratada com medicamentos para auxiliar na melhora da musculatura cardíaca e aumentar sua força de contração”.

Também podem ser realizadas intervenções para melhorar a função do coração, como o implante de um marca-passo ressincronizador, que pode, em casos selecionados melhorar a função cardíaca, ou o implante de um cardioversor desfibrilador implantável, que pode chocar (desfibrilar) o paciente caso seja detectada uma arritmia maligna, assim como a combinação das duas terapias na mesma prótese. Hoje existem até corações artificiais, que podem ser utilizados em terapia de suporte enquanto se aguarda um transplante cardíaco ou podem ser utilizados de forma definitiva quando o paciente sai da indicação de transplante”.

Já o transplante cardíaco se faz necessário em casos onde o coração não possui mais perspectiva de melhora ou estabilização do quadro” Explica Dr. Roberto Yano.

Sobre Dr. Roberto Yano

Dr. Roberto Yano é médico cardiologista e especialista em Estimulação Cardíaca Artificial pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular e AMB. Atualmente suas redes sociais, que traz a #amigosdocoracao, contam com um número expressivo de seguidores. São mais de 2 milhões engajados e distribuídos nos canais do Facebook, Youtube e Instagram.

error: Conteúdo protegido !!