Alunos da rede pública em Itaguaí participam de atividades artísticas

Dez escolas do município recebem o projeto “Ativação Cultural Itaguaí” com as oficinas gratuitas de cinema, teatro, artesanato, música e circo – As férias escolares chegaram ao fim e o projeto “Ativação Cultural Itaguaí”, que tem o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, segue com as suas oficinas gratuitas de artes circenses, teatro, artesanato, música e audiovisual em dez escolas da rede municipal de Itaguaí. Neste mês de agosto, os alunos retornaram com as atividades e já estão a todo vapor.

O objetivo do projeto Ativação Cultural Itaguaí é proporcionar atividades diversificadas em diferentes áreas artísticas, organizadas em eixos temáticos. Sendo assim, o eixo Ativa Artesanato, por exemplo, trabalha com os alunos da E. M. Professora Maria Guilhermina de Souza Freire, no bairro Leandro, técnicas de bordado, costura e outras habilidades artesanais em pano de prato e bases têxteis, com foco no bordado, patchwork, pintura e fuxico. No primeiro semestre, foi produzido o “Mapa Afetivo de Itaguaí”, um painel em denim que tem sua base trabalhada com técnicas japonesas de bordado, como Boro e Sashiko, em busca de resgatar e fortalecer a cultura da imigração japonesa na  região. Já neste segundo semestre, os alunos estão bordando “Desejos de Natal” para a cidade e suas famílias, com cenários que irão ornamentar uma grande árvore que ficará em exposição no Natal de Itaguaí.

Já o eixo Ativa Escola tem como objetivo criar conteúdos artísticos utilizando exercícios para instigar a criatividade e o protagonismo dos alunos, com composições de músicas, jogos teatrais e produção de vídeos. As oficinas acontecem nas escolas municipais E. M. Elmira Figueira, no bairro Estrela do Céu; Acácias e Chaperó, ambas no bairro Chaperó, e Ciep 497 Municipalizado Professora Silva Tupinambá, no Ueda. O trabalho do segundo semestre consiste em continuar com a criação de roteiros e gravações de pequenos filmes, além da produção de um documentário e de peças teatrais. “No Ciep 497, estamos aprofundando a história de João Batista da Costa, que nasceu em Itaguaí e foi um dos grandes pintores brasileiros de paisagem, para finalizar a pintura e estilização de uma sala em sua homenagem. Além disso, os alunos criaram um texto e estão fazendo uma música. Em Chaperó, estamos dando continuidade à peça “Minhas Raízes”, aprofundando sobre a ancestralidade, e vamos trabalhar dramaturgia, espaço cênico, expressão corporal, figurino, cenário, maquiagem, e muito mais”, conta a arte-educadora do projeto Ativação Cultural Itaguaí, Ana Paula Casares.

No segundo semestre, o eixo Ativa Música segue com as aulas nas escolas Prefeito Abeilard Goulart e Padre Rafael Scarfó. Desta vez, o foco é a preparação para o tradicional Desfile de 7 de setembro de Itaguaí. Os estudantes formaram uma banda (fanfarra) e um coral, contribuindo na coordenação motora e estimulando a criatividade dos alunos.

Por fim, o eixo Ativa Circo, que é ministrado pelo grupo Turma em Cena, chegou à Escola Municipal Vereador José Galliaço Prata, no Engenho. As aulas contam com jogos circenses para ensinar técnicas de interpretação, expressão corporal e gestualidade, criando cenas curtas, coreografadas, com musicais e composições poéticas, além disso os estudantes também aprendem a manipular objetos, como bolas, claves e argolas. 

Sobre o Projeto Ativação Cultural Itaguaí

Com o patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, desde 2018, o projeto Ativação Cultural Itaguaí já beneficiou mais de 15 mil alunos de escolas públicas do município e ofereceu mais de 1.002 horas de oficinas gratuitas, buscando o resgate e a valorização da cultura itaguaiense. Ao todo, 26.417 pessoas foram impactadas diretamente pelo projeto, com 15.870 crianças mobilizadas dentro de 48 escolas municipais. O projeto também mobilizou 850 artistas profissionais e amadores participantes, com 1.100 contratações de prestadores de serviço e fornecedores, sendo 70% da cidade de Itaguaí. No primeiro ano, o tema do projeto foi a comemoração do bicentenário da cidade, contando a história através de diversas atividades culturais em praças e escolas municipais de Itaguaí. Em 2019, foi a vez de reforçar o elo com os artistas locais e, assim, foi iniciado o trabalho dentro de nove escolas públicas do município com oficinas de várias linguagens artísticas, como circo, música, teatro, cinema, entre outros. Já em 2020, o objetivo foi aprofundar ainda mais o trabalho, tendo como público-alvo crianças e jovens, mas com um novo formato, já que se iniciou a pandemia de Covid-19, realizando lives com debates e apresentações culturais. E em 2021, sob o desafio do segundo ano de pandemia, a proposta do projeto foi trabalhar conteúdos culturais de forma mais aprofundada junto aos alunos e professores da rede pública, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), com aulas online dentro do horário escolar. No ano de 2022, o projeto voltou com as aulas e atividades presenciais nas escolas e praças de Itaguaí.

error: Conteúdo protegido !!