Indústria continua sendo afetada por perda de tração da economia global e juros elevados

Considerando os resultados da produção industrial divulgados nesta terça-feira, dia 5, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Firjan ressalta que a indústria continua sendo bastante afetada pela perda de tração da economia global e pelos juros elevados, que impactam as decisões de investimento e de consumo. Os dados apontam que em julho a produção da indústria brasileira teve queda de 0,6% na comparação com o mês de junho, na série com ajuste sazonal. Essa retração resultou em acúmulo de -0,4% de janeiro a julho.

Cabe destacar ainda que apenas oito ramos industriais mostraram crescimento no ano, enquanto 17 assinalaram queda. Esse quadro tem sido influenciado, principalmente, pelo desempenho negativo de atividades relacionadas à indústria de transformação. Diante de um cenário desafiador, a indústria extrativa, que acumula alta de 6,0% no ano, tem desempenhado papel fundamental ao evitar uma retração mais acentuada do setor.

Desde março de 2021, a indústria nacional opera abaixo dos níveis pré-pandemia. Apesar disso, os índices de confiança dos industriais vêm demonstrando melhorias nos últimos meses. A perspectiva mais favorável está relacionada à queda nos preços e à expectativa de continuidade do ciclo de corte de juros. Nesse sentido, com o objetivo de manter um ambiente propício para o desenvolvimento de negócios, a Firjan ressalta a importância do comprometimento do governo com as metas fiscais estabelecidas. Apenas dessa forma o setor produtivo conseguirá encarar o futuro com otimismo, gerando crescimento econômico, com a criação de emprego e renda.

error: Conteúdo protegido !!