Primeiro trecho de obras de recapeamento asfáltico da Linha Vermelha é concluído

Setram e DER revitalizam rodovia, que terá nova iluminação e câmeras de segurança – A primeira fase das obras de recapeamento da Linha Vermelha, no trecho sob administração do Governo do Estado, já foi concluída. Em um mês, foram restaurados quatro dos 13,9 quilômetros de pista no sentido Rodovia Presidente Dutra. O projeto da Secretaria de Estado de Transporte e Mobilidade Urbana está sendo executado pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) e vai promover melhorias entre o acesso da Ilha do Governador e da Baixada Fluminense, com investimento de R$ 70 milhões.

– Essa é uma obra aguardada pelos motoristas há quase vinte anos e que tornamos realidade. A Nova Linha Vermelha terá asfalto de qualidade e mais segurança para quem passa com destino à Baixada e ao interior do estado. A rodovia também terá um novo sistema de monitoramento por câmeras. É um investimento muito importante para a população e também para alavancarmos a retomada do protagonismo do Galeão – declarou o governador Cláudio Castro.

O recapeamento da estrada está sendo realizado em fases. A conclusão do Trecho 1 – que vai da Ilha do Fundão ao Trevo das Missões (sentido RJ-SP) – marca o fim da fase inicial das obras. A pavimentação da pista no sentido contrário (SP-RJ), já foi iniciada. As obras do Trecho 2 – do Trevo das Missões à comunidade do Lixão – começam em até 30 dias. As intervenções terminam com o Trecho 3 – entre a comunidade do Lixão e a Rodovia Presidente Dutra. Ao todo, serão 37 km de via recapeada, contando com as pistas de ida e volta e o acesso de retorno.

A Nova Linha Vermelha vai beneficiar mais de 140 mil pessoas que passam pela rodovia todos os dias. Após a conclusão do recapeamento, entra a fase de iluminação e instalação de 37 câmeras de monitoramento, além de sinalização horizontal e vertical. Será realizada também a colocação de 102 postes de nove metros de altura.  

– Estamos acompanhando diariamente cada evolução dessa obra, que é extremamente importante para o nosso estado. São décadas de abandono e sofrimento para quem passa por essa via e precisa encarar buracos, iluminação precária e diversos problemas nos seus deslocamentos. Já tivemos bons avanços neste primeiro mês e vamos seguir monitorando todas as intervenções – afirma o secretário de Estado de Transporte e Mobilidade Urbana, Washington Reis.

Motorista profissional, Anderson da Silva conta que o tráfego na Linha Vermelha é dificultado pelos buracos e pelos remendos que fazem o veículo desestabilizar. Ele comemora o início da revitalização, tão necessária.

– A melhora do tráfego no trecho já recapeado foi muito grande. Do jeito que estava, não dava para ficar. Agora, mesmo com a obra ainda em andamento, já percebemos a diferença. Já vi diversos motoristas com carros quebrados na Linha Vermelha por causa da buraqueira – conta.

Câmeras de monitoramento e reforço no policiamento

As 37 câmeras da Linha Vermelha serão incorporadas ao Sistema de Vídeomonitoramento do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), da Secretaria de Estado da Polícia Militar até o fim deste ano. O programa do Governo do Estado, em processo de licitação, prevê investimento de R$ 84 milhões na instalação de câmeras de alta resolução em vias expressas, túneis, orlas e em algumas comunidades. Os equipamentos vão transmitir as imagens, em tempo real, para a central de monitoramento do CICC. No caso das vias expressas e túneis, as câmeras serão dotadas de software de leitura de placa, para identificar veículos roubados ou furtados que estejam em circulação.

– O monitoramento será realizado 24 horas por dia, permitindo um tempo de resposta muito rápido do DER-RJ no que diz respeito à operação da via, remoção de veículos danificados e enguiçados. Através do monitoramento, a Polícia Militar poderá identificar veículos roubados ou em fuga – explica o presidente do DER-RJ, Pedro Henrique Ramos.

A Secretaria de Estado de Polícia Militar mantém, 24 horas por dia, um planejamento especial de segurança ao longo da Linha Vermelha. No momento, os policiais militares do BPVE (Batalhão de Policiamento em Vias Expressas), têm realizado patrulhamento especial nos locais das obras, tanto para garantir a segurança da área quanto para apoiar o controle do trânsito e evitar congestionamentos.

O auxiliar de marceneiro Luiz Carlos Sobral usa a rodovia há 12 anos e comemora a realização dos investimentos na via. Na quarta-feira, ele aguardava pelo reboque num trecho próximo às obras.

– Não vejo a hora de termos as câmeras de monitoramento instaladas. Nesse momento, estou com o meu carro enguiçado e, com esse suporte, meu veículo já teria sido retirado da pista – disse.

error: Conteúdo protegido !!