17 de junho de 2024
Não foi dessa vez. O decepcionado vereador Carlinhos Presidente não conseguiu ver seu projeto aprovado  Foto: Davi Boechat/Divulgação
Não foi dessa vez. O decepcionado vereador Carlinhos Presidente não conseguiu ver seu projeto aprovado
Foto: Davi Boechat/Divulgação

A Cidade de Nova Iguaçu continuará sem uma guarda civil municipal. Ao menos, por enquanto. Isso porque a votação do projeto, que seria realizada na sessão da última terça-feira (18), foi adiada, para o desapontamento do vereador Carlinhos Presidente (SD), autor da proposta.
De acordo com uma fonte do JH, o motivo da protelação seria a inviabilidade financeira, tendo em vista a má situação econômica dos cofres da prefeitura, evidenciada pelos cortes recentes no orçamento, promovidos pelo prefeito Nelson Bornier (PMDB). Durante a falação, o líder do Governo, Carlão Chambarelli (PSDB), rebateu a ideia e após a sessão dizia para quem quisesse ouvir, nos corredores: “Inviável. O Nelson não tem dinheiro para bancar esse investimento na segurança”.
A matéria, que prevê um efetivo de 400 agentes concursados, chegou a ser discutida em plenário e pode voltar à pauta da Casa Legislativa nos próximos dias.

error: Conteúdo protegido !!